A Incoerência Entre Pensamento, Palavra e Ação: A intolerância do Neopentecostalismo

 

Este ano, no mês de fevereiro o Centro Islâmico do Ceará recebeu por e-mail uma ameaça não apenas para seu local de reunião, porém para todo o Islam e todos os muçulmanos brasileiros. No e-mail enviado – que demonstrava a falta de educação escolar recebida pelo autor, uma vez apresentavam vários erros de portugês – o seu remetente dizia ser membro da Igreja Universal do Reino de Deus como aparece também em seu endereço de e-mail como podemos ver na figura abaixo.

 

Intolerância do Neopentecostalismo

Ao fim do e-mail o mesmo ameaça incendiar o Centro Islâmico, e põe a figura de uma Mesquita pegando fogo. E termina dizendo que o Brasil, país da liberdade não vai deixar que o Islam permaneça aqui, e ameaça a todo muçulmano que sair nas ruas à noite.

Isto demonstra a que ponto já chegou a intolerância religiosa contra o Islam, e como tais agressores são incoerentes quando as mensagens pregadas por eles em palavras, mas repudiadas em suas ações.

Cremos que esta “síndrome de Nero” seja também incentivada por símbolos de diversas instituições religiosas protestantes – obviamente sendo tal incentivo psicológico subliminar. Não que as mesmas – como as que aparecem aqui representadas – incentivem tal ato, porém outras até o fazem. Mas é comum vermos logotipos com a cruz incendiada, como veremos a seguir. O que nos remete também ao grupo sectarista e racista americano conhecido como Ku Klux Klan, que mata judeus, negros, muçulmanos e imigrantes. Vejam as fotos e tirem suas conclusões:

Um grande avanço porém já ocorreu no Brasil desde que foi fundada a Comissão de Intolerância Religosa. E certamente cremos que tais casos não ficarão impunes.

Há inclusive aqueles que escrevem matérias ou tais tipos de ameaça, tentando se respaldar na lei da Liberdade de Expressão. Porém esta só é válida se não for contra as outras leis já pré-estabelecidas. Todavia muitos por desconhecimento ou má fé andam no limiar entre o direito da livre expressão e o crime da Intolerância Religosa, da Calúnia e da Difamação.

Enfim, se esta é a forma de fazerem o povo a aderir a “verdade evangélica”, certamente não o farão, pois não era isso que o honrado Profeta Jesus (A.A.S.) ensinava.

A verdade sempre teve como inimigos aqueles que querem manipular idéias próprias e divinizá-las, nem que para isso seja necessário atribuir estas mesmas idéias a homens tão renomados como os Profetas por exemplo.

Leitor, pense… o que vemos hoje são os reais ensinamentos de Jesus (A.A.S.)? Somos nós os terroristas? Jesus aprovaria tais atitudes? Não seriam tais religiosos agentes de Satã? Lembre-sedo que Jesus (A.A.S.) disse em seu Evangelho: “Nem todo aquele que me diz Senhor, Senhor entrará no Reino de Deus, mas aquele que faz a vontade de Deus”.

FONTE: Blog A Nova Cruzada

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.