Caminhada pela liberdade

 

O Sol forte e o calor intenso não impediram que uma multidão se concentrasse na orla de Copacabana, zona Sul do Rio, para a 5ª Caminhada em defesa da liberdade Religiosa, promovida pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa. Ao som dos Filhos de Ghandi, os versos “Umbanda é paz e amor é um mundo cheio de luz” do hino da Umbanda abriram o evento. Estavam presentes não só comunidades de terreiros de Candomblé e Umbanda como Mulçumanos, Católicos, Judeus, Budistas, Kardecistas, Hare Krisnas, entre outras tradições de fé e pessoas sem fé pela liberdade. Os organizadores estimam que mais de 200 mil pessoas participaram. Um aumento de mais de 20.000 em relação ao ano passado.

O Sol forte e o calor intenso não impediram que uma multidão se concentrasse na orla de Copacabana, zona Sul do Rio, para a 5ª Caminhada em defesa da liberdade Religiosa, promovida pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa. Ao som dos Filhos de Ghandi, os versos “Umbanda é paz e amor é um mundo cheio de luz” do hino da Umbanda abriram o evento. Estavam presentes não só comunidades de terreiros de Candomblé e Umbanda como Mulçumanos, Católicos, Judeus, Budistas, Kardecistas, Hare Krisnas, entre outras tradições de fé e pessoas sem fé pela liberdade. Os organizadores estimam que mais de 200 mil pessoas participaram. Um aumento de mais de 20.000 em relação ao ano passado.

A caminhada pediu o fim do preconceito e de atos de violência contra religiosos, além de cobrar políticas públicas para combater a discriminação. Uma das demandas dos participantes é a aplicação da Lei Nº 10.639/03, que prevê a implementação dos estudos das histórias da África e da Cultura Afro-brasileira nas escolas de todo o País, além do Plano Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.

Leia mais AQUI.

Fonte: Koinonia

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.