CCIR na Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro

 

Representada pelo interlocutor, babalawo Ivanir dos Santos; pelo delegado Henrique Pessoa; e pelo assessor jurídico, Mário Luiz Fonseca, a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) esteve, na manhã desta quarta-feira, na Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) para esclarecer temas importantes em relação à diversidade religiosa. Além dos membros da CCIR, a juíza Gutierrez, da 3ª Vara Cível, e os desembargadores Ronald Valadares e Nagib Slaibi Filho fizeram parte da mesa.

Ivanir ressaltou que tem se preocupado com a falta de atitude das pessoas em relação a casos de intolerância religiosa. “Não me preocupo com as ações dos intolerantes, mas com o silêncio que pode se estabelecer em relação a isso. Ontem foi Dia de São Cosme e Damião, e professores têm instigado seus alunos a não receberem os sacos de doces por acharem que são coisas do diabo”, declarou o babalawo.

Fonte: jornal Extra online

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.