CEAP e CCIR participam de assinatura por Ações Afirmativas entre Seppir e Petrobras

 

CEAP e CCIR participam de assinatura por Ações Afirmativas entre Seppir e Petrobras

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) e o Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP) estiveram presentes, no último dia 7 de fevereiro, em uma cerimônia para mais de 200 convidados, realizada na sede da Petrobras, no Centro do Rio de Janeiro. O motivo da solenidade foi a assinatura do protocolo de intenções com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) para estratégias conjuntas de fortalecimento de Ações Afirmativas, promoção da igualdade racial e combate ao racismo.

O ator Milton Gonçalves foi o mestre de cerimônias e convidou ao palco o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli; a ministra da Seppir, Luiza Bairros; o presidente do Fórum de entidades negras da Bahia, Walmir França; o secretário de assistência social e direitos humanos, Rodrigo Neves; e a representante da sociedade civil, ialorixá Mãe Beata.

Com base no acordo firmado entre Petrobras e Seppir, caberá à companhia, entre outras iniciativas, explicitar, em seus processos de seleção de patrocínios, critérios que valorizem projetos voltados para a promoção da igualdade racial, das artes negras e de outros segmentos étnicos. De sua parte, a Seppir apoiará a Petrobras no que diz respeito à elaboração de conteúdos relativos à inclusão social, à história e à diversidade das culturas envolvidas no acordo.

Segundo Gabrielli, o significado da assinatura deste protocolo reflete o estágio atual da política da Petrobras quanto à luta contra a discriminação. “Esta companhia nasceu da luta do povo brasileiro por um País melhor. Este protocolo busca fortalecer a sinergia entre as ações de responsabilidade social e de patrocínio da Petrobras e as políticas públicas de promoção da igualdade racial, formuladas pelo governo federal através da Seppir”.

A ministra Luiza Bairros falou sobre a percepção da história de sucesso e grandeza desse trabalho executado pela estatal. “A diversidade beneficia a todos porque a afirma como um benefício à sociedade. A promoção da igualdade racial é uma medida que atende aos interesses mais centrais de cidadania. Celebramos aqui a determinação de nossos esforços conjuntos de tornar essas ações algo benéfico para a democracia brasileira”.

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.