Corpo de Bombeiros não autoriza II Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa

A instituição exige contratação de UTIs e médicos. A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) emitiu nota à imprensa, onde comunica que não vai cancelar a caminhada. A Comissão informa que vai se utilizar da prerrogativa constitucional de não precisar de autorização governamental para ato religioso.

A seguir, a nota da CCIR:

Sobre a atuação do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, que indeferiu a II Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, que acontece neste domingo, às 10h, no Posto Seis de Copacabana, a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) esclarece que:

  1. Por ser um ato religioso, a II Caminhada vai acontecer independente do entendimento da instituição. A Caminhada enquadra-se em ato religioso e não precisa da autorização de nenhuma instituição governamental para levar religiosos para o evento. Trata-se de uma prerrogativa constitucional, que iremos fazer valer;
  2. Comunicamos o evento – que é gratuito, realizado pela sociedade civil e que não envolve cobrança de ingressos – aos mais diversos órgãos e instâncias governamentais porque entendemos que o respeito às instituições é premissa básica de qualquer cidadão;
  3. A postura do CBMERJ – de exigir a contratação de UTIs e uma planilha de médicos contratados para o evento, ao invés de simplesmente ceder às ambulâncias – não condiz com a sua história e decepciona os religiosos envolvidos na organização da II Caminhada. Esta é a sexta vez que o Corpo de Bombeiros tenta impedir um ato religioso organizado por adeptos de matriz africana;
  4. Muito feio para o Rio de Janeiro se a massa de idosos e crianças – esperada para a II Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa -, de todas as religiões e de várias partes do país, não puderem contar com o apoio da instituição.

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.