Detran realiza ato por trânsito civilizado

O Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran/RJ) reuniu, no último dia 16 de novembro, no Aterro do Flamengo, líderes de diversas denominações religiosas para a cerimônia do Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito. A data do evento, sempre no terceiro domingo de novembro, foi criada pela ONU como forma de alertar o mundo sobre o número alarmante de mortes decorrentes de acidentes de trânsito. Ao lembrar os entes queridos que se foram, o evento transformou-se num manifesto vivo e pungente contra a violência no trânsito.

A cerimônia deste ano teve um significado especial, porque o Estado do Rio de Janeiro liderou o índice de queda de mortes no trânsito no ano passado, no Brasil. Segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS) do Governo Federal, elas caíram das 3.047 de 2012 para as 1.692 de 2013, numa redução de 44%.

Palavras de solidariedade foram pronunciadas pelo Babalawo Ivanir dos Santos, candomblecista, por Dario Bialer, Vice-presidente da Associação Religiosa Israelita, por Christiane Drux, do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro, pelo Diácono Nélson Águia, da Igreja Católica, por Dom Filadelfo Oliveira, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, pelo Ministro Tadeu Ferreira, da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, pelo Reverendo Jorge Alencar, da Igreja Presbiteriana Unida, pela Sacerdotisa Darlene Ribeiro, do Primado de Umbanda, pelo Monge Roberto Gregório, do Zen-Budismo do Rio de Janeiro, por Sami Armed Isbelle, da Sociedade Beneficiente Muçulmana do Rio de Janeiro e pelo Pastor Ayo Balogun, da Igreja Evangélica A Voz de Deus.

Antes e depois das mensagens dos religiosos o Coral Canta Detran e músicos apresentaram canções como “Vai passar”, de Chico Buarque, “Disparada”, de Geraldo Vandré e Théo, “Dias Melhores”, de Jota Quest, e “Tempos Modernos”, de Lulu Santos, entre outras.

Pensando em reduzir cada vez mais as conseqüências dos acidentes nas vias, o DETRAN continua a atuar com medidas efetivas que contribuam para melhorar a convivência no trânsito, tornando-o mais cordial e civilizado, e não o ambiente hostil que encontramos atualmente nas vias públicas. O Presidente do Detran/RJ, Fernando Avelino, revelou que o órgão vai unir as atividades do DPVAT e do Núcleo de Apoio à Vitima do Trânsito (Navi).

Detran Foto 2

Detran Foto 1

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.