Eventos pré-caminhada mobilizam na Baixada, Zona Norte e Niterói. Jovem da Iurd apoia movimento

 

União de religiosos na II Caminhada de Niterói e Municípios Vizinhos (Foto/ Divulgação)

Três eventos marcaram os dias 01 e 02 de setembro para a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR): mesa de debates na Igreja São João Batista, Ato Inter-religioso no Axé D´ Ogunjá e Segunda Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa de Niterói. Todos preparativos para a Quinta Caminhada, que ocorrerá no próximo dia 16, a partir das 11h, na Avenida Atlântica. Um jovem membro da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) depôs a favor da liberdade, no evento de São João de Meriti; Renato D´Ogunjá homenageou o grupo de religiosos com um filme; e milhares de pessoas uniram-se na Praia de Icaraí.

A manhã de sábado surpreendeu quem esteve no auditório anexo à Igreja da Praça da Matriz, em São João de Meriti. Várias lideranças religiosas formaram uma mesa para convocação à Quinta Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa. Candomblecistas, umbandistas, católicos, budistas, entre outros explicaram como estão mobilizando para a marcha e contaram sobre a animação. Compondo o grupo, o interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, babalawo Ivanir dos Santos, lembrou que a defesa de crer ou não crer, de ter a fé que quiser são direitos de todos. “A Caminhada não é de um ou de outro. Este é um momento de união. Há dificuldades, o tempo passa rápido e parece que nada vai sair como queremos. Mas já estamos juntos há cinco anos, e não será agora que esta união perderá força. Continuaremos nesta causa porque ela é cidadã e interessa a toda a sociedade”, disse o sacerdote, que estava acompanhado de Frei Tattá, Marilena Matos, Padre Gegê e muitos outros.

Membro da Universal diz respeitar outros credos

Logo após as lideranças, jovens de diversas crenças falaram sobre a importância da Caminhada para os brasileiros. Em meio à conversa, todos se emocionaram quando Wallace da Cruz da Silva se declarou membro da Iurd e assumiu não concordar com a postura de perseguição de sua Igreja. “Eu sou da Igreja Universal, mas não concordo com a atitude de querer impor Deus para as pessoas, assim como concordo que cada um deve seguir a religião que quer. Quero, em nome da minha igreja, pedir desculpas por estes comportamentos. Sou ex-umbandista e tenho muito respeito por todas as religiões”.

Logo após ser aplaudido de pé por todos do auditório, Wallace ganhou do interlocutor da CCIR o livro “Caminhando a Gente se Entende”, que reúne fotografias das quatro caminhadas em Defesa da Liberdade Religiosa.

“É muito importante que movimentemos as gerações que darão continuidade a este trabalho. Se vocês perceberem, todos os grandes movimentos com êxito no mundo foram feitos pelos jovens. É isso que temos de dar continuidade. O exemplo deste rapaz pode fazer com que muitos outros membros não nos demonizem mais”, falou Ivanir dos Santos.

Ainda no sábado, uma mesa inter-religiosa uniu-se no Cachambi, onde fica o terreiro de Renato D´Ogunjá, pela mobilização na Zona Norte. O anfitrião exibiu um pequeno vídeo, que emocionou os integrantes da mesa e convidados.

Cada participante falou como está mobilizando seu segmento, e pediu para que todos se comprometessem em levar o maior número de pessoas para a Praia de Copacabana no dia 16 de setembro.

Após a mesa, houve uma gira de caboclos com a participação de membros de outras religiões.

“É uma honra compartilhar esta experiência da Comissão. Espero que possamos reunir cada vez mais pessoas nesta Quinta Caminhada, pois trabalhamos o ano inteiro pela liberdade religiosa”, disse Renato D´Ogunjá.

Já na manhã de domingo, milhares de pessoas compareceram à Segunda Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa de Niterói e Municípios Vizinhos. A marcha, que ocorreu na Praia de Icaraí, contou com várias apresentações culturais e chamou a atenção para a caminhada do Rio de Janeiro. Católicos, bahá’ís, kardecistas, candomblecistas, umbandistas, protestantes e ciganos confraternizaram-se e mostraram animação. Era possível ver faixas com pedidos de paz, respeito e harmonia entre as religiões.

Os membros da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa se reunirão no próximo dia 06 de setembro, no auditório do Quartel General da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (Rua Evaristo da Veiga, 78 – Centro) para a última plenária antes da Quinta Caminhada. O encontro está marcado para as 17h.

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.