Juiz do Rio decide que culto afro não é religião

SÃO PAULO  –  O babalaô e representante da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, Ivanir dos Santos, pretende organizar, na próxima quinta-feira, dia 22, um ato de repúdio contra a decisão do juiz federal que afirmou que manifestações religiosas afro-brasileiras não constituem religião. O líder espiritual também vai fazer um abaixo-assinado para denunciar o magistrado ao Conselho Nacional de Justiça.
Divulgação

A avaliação de que os cultos afro-brasileiros não são religião consta da decisão do juiz Eugenio Rosa de Araújo, da 17ª Vara Federal no Rio, sobre uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal que pedia a retirada, do portal da internet Youtube, de vídeos considerados ofensivos à umbanda e ao candomblé.

Fonte / Valor

Leia conteúdo completo AQUI.

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.