Manifestações religiosas podem ser declaradas patrimônio imaterial do Brasil

 

Na última sexta (05/03/2010), membros da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa entregaram documento ao ministro Edson Santos, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), que solicita ao Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que declare as manifestações religiosas de matriz africana e indígena como patrimônio imaterial da cultura brasileira. A idéia é propor o reconhecimento da influência dessas religiões na formação da identidade do povo brasileiro. A lógica é simples: as expressões religiosas de negros e índios deram origem as mais diversas manifestações culturais do país. A proposta surgiu em reunião de diversos segmentos religiosos, em Brasília, há 15 dias. E tem tudo para ser aprovada.

 

Veja aqui o documento na íntegra

 

Conforme acordado em audiência ministerial – quando o Babalawo Ifawolé Ivanir dos Santos ficou responsável pela fundamentação das manifestações religiosas de matriz africana – apresentamos um pequeno resumo dessas manifestações que compõem a vasta religiosidade afrobrasileira e indígena. Ainda há outras que, por falta de pesquisas e trabalhos acadêmicos, não foram possíveis de serem pesquisadas e elencadas a este vasto universo.

 

Veja aqui o material na íntegra

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.