Ministério Público investiga denúncia de que “traficantes evangélicos” estariam proibindo cultos de religiões afro em comunidades

 

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

 

Foto/noticias.gospelmais

Uma denúncia de que traficantes que se declaram evangélicos estariam proibindo cultos de religiões de matriz africana nas comunidades de Vaz Lobo e Vicente de Carvalho, zona norte do Rio de Janeiro, será investigada pelo Ministério Público e pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR).

A denúncia relata que centros espíritas estariam sendo invadidos e seus frequentadores ameaçados por usarem roupas brancas. Os autores das agressões se apresentam como integrantes do tráfico de drogas e ordenam o fim dos trabalhos nos locais.

Leia conteúdo completo

Fonte . noticias.gospelmais

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.