Missa e caminhada relembram os 18 anos da Chacina da Candelária

 

Rio – Lembrando os 18 anos da Chacina da Candelária, a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) participa nesta sexta-feira de missa e caminhada pela morte dos jovens e adolescentes menores de rua que dormiam em frente à Igreja da Candelária, brutalmente assassinados no dia 23 de julho de 1993.

A cerimônia religiosa está marcada para 10h, e a marcha, batizada de “Caminhada em Defesa da Vida! Candelária Nunca Mais!”, sai às 12h da frente da igreja e segue até a Cinelândia. Participam representantes da umbanda, do kardecismo, do catolicismo, da comunidade bahá’í, do Santo Daime, da Federação Israelista, do candomblé e da maçonaria. A iniciativa é da Pastoral do Menor Regional Leste 1, do Rio de Janeiro, em parceria com diversos grupos da sociedade civil.

“O evento é importante para que uma atrocidade como aquela não se repita. Apesar de acompanharmos através dos noticiários que esse tipo de crime continua acontecendo, como é o caso do menino Juan, assassinado recentemente em Nova Iguaçu”, diz o babalawo Ivanir dos Santos, que participa todos os anos da caminhada.

Além da missa e da caminhada, o grupo realiza também a Vigília das Mães, uma ação de acolhimento àquelas que perdem seus filhos de forma violenta. A vigília acontece na quinta-feira, dia 21, das 18h às 22h, em frente à Igreja da Candelária.

Fonte: O Globo

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.