O núcleo vai orientar policiais e vítimas quanto aos procedimentos corretos

 

Camila Donato

Delegada Inamara com o delegado Henrique Pessoa

No dia nacional de combate a intolerância religiosa a Polícia Civil lançou o Núcleo de Combate à Intolerância Religiosa, que vai acompanhar e monitorar junto às delegacias as investigações de crimes religiosos. A unidade comandada pelo delegado Henrique Pessoa vai contar com efetivo de quatro pessoas e funcionará na Rua Silvino Montenegro, 1 – 4º andar, Gamboa, Zona Portuária do Rio.

De acordo com o delegado Henrique Pessoa, o Núcleo não é uma delegacia, portanto não poderá fazer registro de ocorrências, mas vai orientar policiais e vítimas quanto aos procedimentos corretos. “Vamos acompanhar os casos de intolerância religiosa, dá suporte às delegacias, trabalhar com estatísticas e criar uma grade para oferecer aulas de combate à crimes religiosos para os alunos da Academia de Polícia (Acadepol).”, ressaltou ele.

Ainda segundo Pessoa, até o ano de 2008 era impossível fazer levantamentos estatísticos, pois o sistema Delegacia Legal não reconhecia o crime de intolerância religiosa. “Esse tipo de incidência já vem ocorrendo há muito tempo, mas não era registrado, ou era capitulado de forma errada. Em 2009 foram registradas 22 ocorrências com base no artigo 20 da Lei CAÓ (Carlos Alberto de Oliveira, Lei nº 7.716/89).” , declarou o delegado.

A criação do núcleo vem sendo discutida há cerca de um ano e meio, mas segundo Henrique Pessoa nesse tempo o núcleo vinha trabalhando de maneira informal dando apoio a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa. “Há cerca de um ano e meio atuávamos sem uma estrutura formal. Ganhamos muito foca e apoio da chefia através do Allan Turnowski e do subchefe operacional Carlos Oliveira que formalizou a criação do Núcleo. Queríamos fazer da Polícia Civil do Rio de Janeiro uma referência no Brasil quanto à forma de lidar com o combate a intolerância religiosa e estamos conseguindo.”, enfatizou Pessoa.

O evento contou com a participação da delegada Inamara Pereira da Costa, representando o secretário de Segurança, além de diversas autoridades religiosas.

 

Clique aqui para ver mais fotos do evento

 

FONTE: Polícia Civil do Rio de Janeiro/RJ

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.