Para a Justiça Federal do RJ, ‘manifestações religiosas afro-brasileiras não se constituem religião’

Uma recente decisão da Justiça Federal do Rio (JFRJ) acaba de enfraquecer ainda mais a luta de segmentos de matrizes africanas contra a intolerância religiosa, por considerar que ‘manifestações religiosas afro-brasileiras não se constituem religião’. Para o órgão, ‘não conteriam traços de religião’ como a existência de um texto base como a Bíblia e o Alcorão e de uma hierarquia de uma divindade a ser venerada. Tal decisão se trata de uma negativa recebida pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro(MPF-RJ) que entrou com uma Ação Civil Pública para que o Google Brasil retirasse do You Tube vídeos de intolerância e discriminação religiosas.

cultos afro brasileiros

O vasto material contém alguns cultos promovidos pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), nos quais são exibidas práticas de exorcismo. Em um deles, que chega a ser sensacionalista, um homem, supostamente possuído por uma entidade, afirmou que seria homossexual e que já estaria com o vírus HIV. Em respeito aos leitores e para também não ser acusado de fazer apologia, os links em questão não serão divulgados.

Leia conteúdo completo AQUI.

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.