Religiosos fazem prece coletiva pelas vítimas das enchentes no Rio

 

DATA: domingo (11/04)
HORA: 18h
LOCAL: Teatro Laura Alvim – Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema – Rio de Janeiro – RJ.

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa reúne representantes de diversas religiões e etnias para prece coletiva em memória das vítimas das enchentes que arrasaram o Rio de Janeiro, esta semana.

O encontro acontece neste domingo (11), às 18h, no Teatro Laura Alvim, em Ipanema. Os religiosos aproveitam a memória dos 67 anos do Levante do Gueto de Varsóvia (*), ocorrido em 11 de abril de 1943 – data em que os judeus celebram a RESISTÊNCIA da comunidade – para o ato. O objetivo é reverenciar a memória dos judeus que morreram em combate na época do Holocausto, dos milhares de negros e africanos vitimados durante a escravidão no Brasil e dos pobres vítimas das calamidades e guerras que nos assolam ainda hoje. No mesmo horário, em Israel, um sinal sonoro pára o país por dois minutos.

Na ocasião será entoado o Kadish – prece em homenagem aos ancestrais – em hebraico. Os religiosos também vão assistir à peça “O Interrogatório”, de Peter Weiss, com seis horas de duração (mais em www.hillel.org.br)

(*) Sobre o Levante do Gueto de Varsóvia – Uma história de resistência

O Levante do Gueto de Varsóvia (que no calendário judaico cai no dia 11 e no calendário Greco-romano, no dia 19 de abril) marca a resistência dos jovens judeus diante da invasão do Exército Nazista à Polônia. Todos os participantes do Levante (milhares de jovens entre 13 e 18 anos, seus pais e avós) morreram para que a ocupação do gueto não acontecesse. Para se ter uma idéia do conflito, o Exército Alemão invadiu a Polônia em uma semana e a batalha para ocupar o Gueto de Varsóvia levou quase um mês.

Como nenhum dos judeus mortos teve direito aos ritos funerais toda comunidade – inclusive os que não são religiosos – reza o Kadish nesta data para que a memória dos heróis seja reverenciada.

 

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.