Rio deve ganhar espaço para prática de religiões afro-brasileiras

Roberta Pennafort – O Estado de S. Paulo
Atualizada às 21h15

RIO – O Rio deve ganhar o primeiro espaço oficial destinado à prática das religiões afro-brasileiras e com preocupação ambiental. Será na Avenida Edson Passos, no Alto da Boa Vista, dentro do Parque Nacional da Tijuca, uma área usada por umbandistas e candomblecistas para a colocação de oferendas em culto aos orixás. Eles sofrem críticas porque os rituais podem poluir a floresta e provocar incêndios.

O projeto executivo do Espaço Sagrado da Curva do S ainda está sendo desenvolvido e, por isso, os custos não foram mensurados. Mas, anteontem, o secretário do Meio Ambiente do Rio, Carlos Portinho, participou de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e, diante de representantes de grupos religiosos, garantiu o andamento do projeto.

Portinho não sabe quando seria a inauguração, pois o Fundo da Mata Atlântica, que reúne cursos de compensações ambientais depositados por empresas e que iria bancar a construção, ainda terá de aprová-lo.

Leia conteúdo completo AQUI.

Deixe um comentário

Voc deve estar logged in para deixar um comentrio.